O Jornalismo Investigativo em “Todos os Homens do Presidente”

Todos os Homens do Presidente é um filme de 1976 que conta como dois repórteres do The Washington Post investigaram e expuseram o escandaloso Caso Watergate. O filme é um ícone do jornalismo investigativo e mostra o tamanho da importância social do trabalho do jornalista.

Em 1972, o Edifício Watergate (sede do Comitê Democrata Nacional) foi invadido por cinco homens que desejavam implantar equipamentos de espionagem no local. Bob Woodward foi escalado para cobrir a matéria e percebeu que havia algo estranho no que parecia ser um simples caso de arrombamento. Juntamente com o repórter Carl Bernstein, Bob começa a investigar o caso, e através do trabalho dos dois jornalistas veio à tona que o presidente Richard Nixon estava envolvido no escândalo, fato que causou o afastamento de Nixon do cargo.

É interessante observar o processo de produção dessa matéria, e como ela se diferencia do jornalismo convencional. Bob Woodward e Carl Bernstein se inseriram na história e em seu desdobramento, trabalhando exclusivamente no Caso Watergate. Essa é uma grande característica do jornalismo investigativo, pois o repórter deve se dedicar completamente em sua história, mergulhando na pesquisa.

Outro ponto decisivo para o sucesso da investigação de Woodward e Bernstein foi o relacionamento com as fontes. Conversando com centenas de pessoas e checando fatos, os jornalistas foram capazes de cruzar informações cruciais para a história. As fontes não foram identificadas pois a investigação envolvia a Casa Branca e pessoas muito poderosas ligadas ao presidente vigente (daí o nome do filme), o que poderia colocar suas integridades em risco.

Um momento crucial do filme é quando os jornalistas publicam a matéria de forma um pouco precipitada, o que acaba prejudicando a imagem do jornal e colocando suas reputações em risco. Em investigações jornalísticas, é imprescindível que os repórteres possam apoiar sua matéria, e isso deve ser feito através de pesquisas documentais ou declarações de fontes.

Em matérias feitas através do jornalismo investigativo, é essencial que a história tenha um fim, que desencadeará as repercussões. Na matéria feita por Bob e Carl, concluiu-se, através do depoimento essencial da fonte “Garganta Profunda” que o Presidente Nixon tinha conhecimento da invasão ao Edifício Watergate, e que seu assessor pessoal movimentou dinheiro para esse episódio.

Todos os Homens do Presidente, originalmente um livro escrito pelos jornalistas responsáveis pela matéria sobre o Caso Watergate, ilustra de forma clara o papel social do repórter. A adaptação da história para o cinema foi estrelada por Dustin Hoffman e Robert Redford, recebendo oito indicações ao Oscar e levando quatro estatuetas: Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Direção de Arte, Melhor Som e Melhor Roteiro Adaptado.

O Caso Watergate ilustra um dos momentos mais delicados da política nos Estados Unidos, e nós só temos conhecimento disso por causa do trabalho de dois jornalistas e de seu comprometimento com a história.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close