Editors lança novo álbum “Violence” e traz questões importantes à tona

Violence é o sexto álbum de estúdio do Editors e o sucessor do bem-sucedido In Dreams (2015). Em um pequeno intervalo a banda inglesa se reinventou, expandiu sua sonoridade, lirismo e encontrou novas temáticas para suas canções.

O disco começou a ser escrito em 2016 e a princípio o grupo não pretendia ter a abordagem adotada. Os debates que sustentam a temática de Violence são resultado do cenário atual, da intensificação de questões e discussões a respeito da cultura do consumo, a concentração do poder e a ansiedade causada pelo panorama que as manchetes sensacionalistas e pessimistas pintam.

No entanto, apesar do novo trabalho explorar essas problemáticas, ele não é um confronto direto, brusco. O Editors conseguiu construir um espaço à parte onde questiona e reflete a respeito da brutalidade sem deixar que ela contamine seu discurso ou envenene seu ouvinte, um local de fuga, como conta Tom Smith (vocal): “Muitas músicas estão em uma sala. E fora dessa sala existem coisas assustadoras, preocupações da modernidade – o mundo em que vivemos, essencialmente. Mas nesta sala, há uma conexão entre pessoas. Se é uma relação direta ou se é amizade, há uma fuga. Essa conexão é importante por causa do medo do que está acontecendo lá fora”.

Editors - Violence Capa

Ao todo são nove faixas, duas delas – “Magazine” e Hallelujah (So Low) – já conhecidas do público, onde a banda além de trazer letras densas, politizadas e em certa medida provocativas, aposta em uma sonoridade ainda mais soturna que a habitual e com um peso maior dos elementos da música eletrônica e um quê de popO disco é resultado da produção conjunta entre Leo Abrahams, Benjamin John Power e a banda.

Em linhas gerais pode-se dizer que Violence é um trabalho bem construído, contudo não atinge o potencial total que a banda tem, em parte por não prender suficientemente a atenção do ouvinte e permitir que ele se desconecte e se distancie do que é cantado em diversos momentos. 


Confira abaixo o álbum na íntegra e os clipes de “Magazine” e “Hallelujah (So Low)“:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close