Os club kids e a contracultura dos anos 90

Festas insanas, glitter e irreverência. Esses foram os principais pilares do movimento de contracultura dos club kidsque surgiram no final da década de 1980. Os club kids ganharam destaque nos anos 90, agitando a noite nova iorquina com seus figurinos e atitudes extravagantes, contrapondo-se ao grunge, símbolo da década no imaginário popular.

Os club kids surgiram de um saudosismo das icônicas festas da Nova York dos anos 70, que aconteciam no icônico clube Studio 54. Alguns club kids são conhecidos até hoje, como RuPaul, Amanda Lepore, Richie Rich e Lady Bunny.

Exploring-the-incredible-friendship-of-Kurt-Cobain-Nirvana-and-RuPaul-4
RuPaul, membros do Nirvana, Courtney Love e Frances Bean Cobain no MTV Video Music Awards, em 1993 (Foto: Divulgação)

História

Michael Alig mudou-se para Nova York em 1984, com intenção de estudar no Fashion Institute of Technology, porém se descobriu apaixonado pela noite da cidade.

1525eccd722e6efc6126b4689e658d50
Michael Alig e James St. James em festa nos anos 90 (Foto: Divulgação)

O estudante passou a trabalhar na ‘Danceteria’, aprendendo sobre gerenciamento e promovendo eventos. Michael, porém, tinha visão, e decidiu procurar James St. James, um ‘baladeiro’ conhecido na cidade, para que o mesmo o ensinasse mais sobre a cena noturna de Nova York.

Juntos, Alig e James começaram a promover grandes festas em boates como o ‘Tunnel’ e o ‘Limelight’, onde chocavam com seus figurinos e personalidades extravagantes.

A dupla era a face do grupo seleto de clubbers, ou club kids, sob a liderança de Michael. O ‘garotinho do interior’ se transformou rapidamente em uma estrela da noite nova iorquina, criando tendências que podem ser facilmente percebidas nos dias de hoje.

A trilha sonora das noites ficava por conta dos gêneros de música eletrônica e techno, que mantinham os clubbers dançando por toda a madrugada. Uma das principais bandas da época foi o Deee-Lite, com o hit (mais anos 90 impossível) ‘Groove Is In The Heart’. A estética da banda também combinava com o estilo do movimento, então era pedida certa nas boates de Nova York.

As festas dos club kids se tornaram sinônimo do que era cool à época. Os membros do movimento ganharam notoriedade até na mídia mainstream, que transmitia programas de auditório com os clubbers, seus visuais excêntricos e a falta de papas na língua.

Moda

Os membros do movimento acreditavam na desconstrução da beleza, onde quanto mais chamativo e incomum um look, mais lindo ele era. Os figurinos eram produzidos pelas próprias pessoas, e estampavam o excesso de estampas, glitter, texturas e cores, com maquiagens igualmente chamativas para completar.

Os clubbers subvertiam os gêneros, criando personas que incorporavam durante a noite, e utilizando vestimentas do sexo oposto. Nas luzes das baladas, o diferente era celebrado. Muitas tendências do movimento reverberam na moda até hoje, principalmente na desconstrução dos padrões impostos pela indústria.

 

Declínio

O movimento começou a perder força em um domingo, no dia 17 de março de 1996. Michael Alig e seu colega de quarto Robert “Freeze” Riggs assassinaram Andre “Angel” Melendez, funcionário do Limelight e notório traficante de drogas.

Após investigações que fecharam o Limelight, Angel passou a morar no apartamento de Alig e Riggs, que após uma discussão, assassinaram o traficante, desmembraram-o e jogaram seus restos no Rio Hudson. Os membros do movimento foram presos nove meses depois, após investigações. Michael e Robert fizeram um acordo e foram sentenciados com dez a vinte anos de prisão. Michael está livre desde 2014.

Michael Alig
Michael Alig na prisão, uma semana antes de ser solto, em março de 2014 (Foto: Damon Winter/The New York Times)

Outro motivo para o declínio dos club kids foi a implementação da política de “tolerância zero”, pelo então prefeito Rudpolph Giuliani. A política consistia na repressão inflexível a crimes menores, como consumo de drogas e sonegação de impostos, o que fez com que diversas boates fossem fechadas.

 

Foto destaque: Getty Images.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close