‘Boy Erased: Uma Verdade Anulada’ denuncia terapias de conversão sexual

Filmes com temática LGBT estão conquistando cada vez mais visibilidade e um espaço de respeito entre produções cinematográficas. Dentre eles, ‘Boy Erased: Uma Verdade Anulada’, destaca-se por abordar os obstáculos de um jovem na tentativa se mudar a si mesmo em uma suposta terapia de “cura gay”.

garrard
Garrard Conley atualmente luta pelo fim das clínicas de conversão sexual | Foto: Divulgação

O longa é uma adaptação de um livro homônimo que conta a história de Garrard Conley, ativista LGBT americano que passou um período de sua vida em terapia para “curar” sua homossexualidade. A biografia contém relatos sobre o sofrimento de pessoas que se submetem a esses métodos ilegais e oferece uma perspectiva sobre como é difícil ser gay em uma comunidade conservadora.

Em 1990, a OMS (Organização Mundial da Saúde) definiu a homossexualidade como uma variação natural da sexualidade humana. Contudo, projetos de “cura gay” ainda perambulam pelo mundo e alcançam diversos adeptos. A existência desses projetos sinaliza a necessidade de se debater sobre o assunto, o que tornam tanto o livro quanto o filme duas oportunidades para entendermos melhor sobre o assunto.

Produzido pela Universal Pictures, o longa acompanha o cotidiano de Jared Eamons (Lucas Hedges), um adolescente que sempre atendeu as expectativas estudantis e familiares. Contudo, Jared esconde que é gay, e após contar aos seus pais, tudo em sua vida muda drasticamente. Sem opção, o mesmo decide participar de um programa de “conversão sexual”, que promete por um fim em sua “postura pecadora” e lhe trazer a aceitação que tanto busca.

boy-erased-9
Jared (Lucas Hedge) questiona Victor Sykes (Joe Hedgerton) sobre os métodos da clínica | Foto: Divulgação

A narrativa se utiliza da alternância entre passado e presente para contar sua história, quebrando a cronologia de fatos tão consolidada de outros longas focados em dramas familiares. É por este mecanismo que nos aprofundamos na perspectiva de Jared e outros LGBTs diante dos obstáculos familiares e da monstruosa clínica de conversão.

O roteiro é bastante simples, mas perceptivelmente sensível a cada detalhe. Nada está ali por acaso. O tom de angulação, assim como a sonoridade que o acompanha despertam uma sensação de nervosismo que prepara o público para os momentos mais cruéis que serão eventualmente retratados. Além disso, a atuação de Lucas Hedges é precisa ao contexto em que seu personagem está inserido. O ator consegue adaptar-se a atmosfera enigmática que circula seu papel sem qualquer dificuldade e com eficiência.

boyerased
Nancy (Nicole Kidman) tenta entender seu filho Jared (Lucas Hedges) | Foto: Divulgação

Nicole Kidman também consegue roubar a cena. Ela mostra sua versatilidade ao dar vida a Nancy Eamons, a mãe de Jared. A personagem funciona como a pura representação de pais que aprendem a aceitar seus filhos do jeito que são e batem de frente contra o mundo que tenta oprimi-los. As cenas entre Kidman e Hedges funcionam como o auge da sensibilidade ao mostrar uma mãe que luta para entender seu filho.

Além de Jared, o filme abre espaço para que o drama se estenda para a vida de outros gays e lésbicas que se encontram no mesmo processo de conversão. Cada um deles se culpando por serem quem são enquanto lidam com a moral conservadora de suas próprias famílias. É por meio deles que presenciamos os métodos medievais pelo qual Victor Sykes (Joel Edgerton), pastor responsável pela clínica, promete “salvá-los”.

O vilão é bastante caricato, mas isso não é algo ruim, visto que seu comportamento transmite plenamente a essência de algumas instituições religiosas da vida real. Victor detém uma postura prepotente e se considera o portador da vontade divina. Não é pra menos que o mesmo foi considerado o personagem mais odiado da obra.

‘Boy Erased: Uma Verdade Anulada’ é um filme emocionante, que traz novas perspectivas até mesmo para os mais céticos. Além disso, cumpre seu papel como crítica social ao ampliar a denuncia contra terapias de conversão sexual.

foca 4


FICHA TÉCNICA

Boy Erased – Boy Erased: Uma Verdade Anulada
Data de Lançamento: 1 de outubro de 2018 (Exceto Brasil)
Direção: Joel Edgerton
Duração: 1h 55m
Sinopse: O jovem Jared (Lucas Hedges) de apenas 19 anos mora numa pequena cidade conservadora do Arkansas. Ele é gay e filho de um pastor da igreja batista. Chega um momento em que ele é confrontado pela família, ou arrisca perder sua família e amigos ou entra num programa de terapia que busca a “cura” da homossexualidade.

 

Foto destaque: Divulgação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close